Como a Corrupção Machuca

            Brasília é uma cidade muito machucada. É interessante, senão triste, insólito e desesperador, ver como a corrupção se liberta dos veios administrativos de seus atos e fatos e golpeia de forma absolutamente covarde a moral e a auto-estima de uma sociedade que ainda está se consolidando.

            Desde que cheguei aqui em Brasília em 2005, as pessoas me falavam da famosa festa dos 50 anos da sua fundação e elas, a maioria sendo brasilienses de coração por não terem nascido aqui, tinha o orgulho de fazerem parte disso. Era uma festa não só de brasilienses, mas de brasileiros que construíram sua Capital, seu Distrito Federal, como patrimônio da humanidade na segunda metade do século XX.

            Vi, por todo o DF, relógios de contagem regressiva para os 50 anos nos últimos dois anos e cartazes e propagandas de todos os tipos. Havia rumores da grandiosidade da festa por todos os lados: que viriam grandes astros globais, brasileiros e brasilienses e que seria um feriado comemorativo inesquecível. Enfim, algo que só seria comparado à própria inauguração da cidade.

            A quarenta e oito horas da festa, além de alguns relógios quebrados, das pessoas com a auto-estima abalada, vejo, no jornal local da manhã, um governador eleito indiretamente para um mandato-tampão baixar a cabeça frente à jornalista para informar publicamente que não há luz e som para a festa, que não vai fazer dispensa de licitação nem licitação de urgência; rogando ao empresariado local ajuda para a festa.

            Ainda como resultado do escândalo do mensalão de Brasília, que envolveu o governador, vários deputados distritais e empresários e um esforço coletivo para se evitar uma intervenção federal. A cidade apanha, seus cidadãos apanham, há um ar viciado de cumplicidade na culpa de se hospedar o Congresso e o Executivo e a Câmara Distrital e o Governo de um DF, todos manchados pela corrupção. Pobre Brasília. Nasceu linda, tem um PIB forte, uma renda per capita e de Estado invejáveis, mas nada, nada imune à virulência da corrupção, igualzinha a de qualquer município, respeitadas apenas as dimensões, obviamente.

            É… Brasília está machucada e a maioria dos seus algozes ainda gozam soltos comemorando seu aniversário.

Brasília, 19 de abril de 2010

Fonte: http://www.sxc.hu/browse.phtml?f=download&id=877630

Parada de ônibus vazia em Brasília

Anúncios

2 Responses to Como a Corrupção Machuca

  1. Malu diz:

    E aí, meu amigo! Parabéns pelo texto. Gosto muito de ler seus escritos. Que seu blog te traga muita satisfação e pra seus amigos também! Beijos

  2. Arouck diz:

    Sucesso. Nas trilhas de sua boa e santa mãezinha.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: